quarta-feira, 15 de março de 2017

Alfajor de doce de leite



Lentamente a primavera se aproxima. Em poucos dias, mesmo que em teoria, uma data mágica e de muito valor para mim estará as nossas portas. Os dias começando a se fazer mais longos, a luz do sol que se arrastará por mais tempo ao logo do dia, a natureza acordando do seu sono profundo, o perfume das flores, o verde das árvores. É cliché, eu sei! Mas esse renascimento sempre provoca um "je ne sais quoi" em mim. Talvez sejam as memórias que carrego atreladas à essa época do ano, os piqueniques, as frutas frescas e sua colheita, o início da temporada dos vinhos rosés e dos terraços...ahhh, os terraços. Talvez seja apenas o calor tão esperado...não sei, mais é certo, essa nova estação sempre me deixa mais esperançosa e com a sensação de que o melhor estar por vir.



Mas enquanto dia 20 de março não chega, eu continuo aproveitando o que o inverno me oferece. As noites regadas a vinho e um bom filme, a contemplação da força e beleza dessa estação tão controversa e claro o conforto do forno ligado e das guloseimas que saem da cozinha. Como esses delicados e deliciosos alfajores que fiz para presentear o pessoal do trabalho há um tempo atrás. Simples e super rápidos de fazer, para mim eles representam bem essa transição final entre inverno e primavera, são leves o suficiente para serem servidos em dias mais quentes, mas são reconfortantes o suficiente para acompanhar aquela xícara de chá ao fim do dia! 

Espero que gostem! 

Beijos para vocês!
Stef



Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de descanso: Aproximadamente 1 hora
Tempo de forno: 10 a 12 minutos
Rendimento: Aproximadamente 30 biscoitinhos recheados
Fonte: Adaptação de uma receita da Donna Hay

Ingredientes para a massa

150g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1/3 xícara de açúcar de confeiteiro
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara de farinha de trigo
3/4 xícara de amido de milho
1 pitada de sal

Ingredientes para o recheio

3/4 xícara de doce de leite (você pode usar aquele que compramos pronto ou então cozinhar uma lata de leite condensado na panela de pressão)

Modo de preparo

1. Bata a manteiga com o açúcar e o extrato de baunilha até obter um creme bem fofo e pálido (deixei na batedeira, como acessório de pá por mais ou menos uns 6 minutos). Peneire o sal, a farinha e o amido e acrescente na mistura de manteiga, bata apenas para incorporar.

2. Coloque um pedaço de papel manteiga sobre a bancada de trabalho, espalhe a massa e cubra com outro pedaço de papel manteiga do mesmo tamanho. Abra a massa sobre o papel até atingir 1/2 cm de espessura. Leve ao refrigerador por pelo menos 1 hora.

3. Pré aqueça o forno a 180 graus. Retire a massa da geladeira e, com o auxílio de um cortador, corte discos de aproximadamente 4cm de diâmetro. Coloque sobre uma forma de abas baixas coberta com silpat, ou com uma folha de papel manteiga, e leve ao forno pré aquecido por aproximadamente 10 a 12 minutos. Não deixe dourar muito! Retire do forno e deixe esfriar completamente sobre uma grade antes de rechear.

4. Para o recheio, é só colocar um pouco do doce no meio e cobrir com outro biscoito. 

Bon appétit!


Dica: Se não estiverem recheados, os biscoitos duram até 5 dias em um pote hermeticamente fechado.
Você também pode passar as laterais dos biscoitinhos recheados no coco ralado, fica super fofo e bem gostoso!


quinta-feira, 9 de março de 2017

Torta de maçã



Começou por ser um desejo, que depois de muito planejamento se tornou realidade. Assim, sem mais, um dia pisei nesse solo, aprendi uma nova cultura, conheci diferentes pessoas, aprendi outro idioma, vivi o que é a diversidade e aprendi muito com cada experiência vivida. 

Há algo absolutamente irresistível sobre novas experiências, sobre o desconhecido. Preciso desse tempero. Talvez tenha a ver com a ideia de abrir os horizontes, sair da zona de conforto, conhecer mais, provar mais, aprender mais! Sim, essa sou eu. Impaciente para conhecer o novo, mas ao mesmo tempo buscando a paz e a tranquilidade que muitas vezes apenas a rotina te proporciona. 
Estou assim esses dias, ansiosa pelo novo, pelos novos caminhos que estão se abrindo, mas ao mesmo tempo, e tenho percebido que isso está acontecendo com muito mais frequência do que o usual, um tanto nervosa com tanta mudança ao mesmo tempo...acho que estou ficando velha. 
Mas não, não me entendam mal, eu ainda sou aquela menina do interior que busca fazer mais do que imaginou e que busca conhecer o desconhecido, mas acho que esse desconhecido está se mostrando mais claro com o passar do tempo. Estou entrando (ou talvez já esteja lá e não quero admitir) em uma fase onde o que quero é não ter muitas mudanças, quero criar raízes, quero ter uma rotina. Sei que para isso, vou precisar passar por essas outras etapas e, como diz o meu Amore, talvez seja esse o começo desse começo :). We will see!



Bom, e hoje pensando nisso tudo e colocando em ordem os novos planos, lembrei dessa torta que fiz no fim do ano passado. Uma torta de maçã perfumada, daquelas que enchem a cozinha com aqueles aromas reconfortantes, que trazem paz à alma e que enchem a casa de amor. Uma torta que traz aquele conforto que tenho buscado. É uma receita tão especial, que me deixou tão contente de preparar e de ver a satisfação do Amore ao prova-la que não poderia deixar de compartilha-la com vocês. Quem sabe vocês também n

E nessa quase nova fase que se aproxima eu só posso esperar o melhor! Que venham mais dias como essa torta. Doces, simples e cheios de amor!

Beijos para vocês e bom rostinho de semana!
Stef




Tempo de preparo: 25 minutos
Tempo de descanso: Pelo menos 2 horas
Tempo de forno: 1h 30 minutos

Ingredientes para a massa

2 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 e 1/4 colher (chá) sal
1 e 1/2 colher (sopa) de açúcar granulado
227g de manteiga sem sal bem gelada, cortada em cubinho
1 colher (sopa) vinagre de maçã
1/4 xícara água bem gelada

Para pincelar

1 ovo
1 colher (sopa) leite

Ingredientes para o recheio

1,8kg de maçãs picadas (eu usei um mix de gala e honeycrisp), descascadas e picadas em cubos médios
1/4 xícara de farinha de trigo
1/3 xícara de açúcar mascavo
1 colher (chá) de canela em pó
1/4 colher (chá) de noz moscada
1/4 colher (chá) sal
2 colheres (sopa) sudo de limão

Modo de preparo

  1. No processador, misture a farinha, o sal e o açúcar. Adicione a manteiga e pulse até obter uma farofa, mais ou menos 10 segundos. Com o processador funcionando, adicione o vinagre e a água gelada, bata até que forme uma massa mais homogênea, mais ou menos 30 segundos. Cuidado para não bater demais! Junte a massa em uma bola e a divida em 2 partes, aperte-a até formar um disco (não deixe as extremidades rachar). Cubra com papel filme e deixe descansar por pelo menos 1 hora, idealmente uma noite.
  2. Abra a massa com a ajuda de um rolo e cubra o fundo de uma forma de mais ou menos 23cm de diâmetro. Corte o excesso de massa, mais lembre de deixar pelo menos 1,5 de massa para fazer o acabamento das laterais. Abra a outra parte da massa e corte, com ajuda de cortadores, as formas que você quiser colocar sobre a torta. Leve novamente ao refrigerador e deixe descansar por pelo menos 30 minutos.
  3. Pré aqueça o forno a 220ºC. 
  4. Em uma tigela, bata o ovo com o leite e reserve. Em um bowl grande, misture todos os ingredientes do recheio e cubra o fundo da torta com ele. Arrume os pedaços de massa pré cortados sobre as maçãs e leve novamente ao refrigerador por 30 minutos.
  5. Após o último descanso, pincele a torta com a mistura de leite e ovo e polvilhe com um pouco de açúcar granulado. Leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 20-25 minutos, coloque na grade mais baixa do forno. Abaixe a temperatura do forno para 180ºC e transfira a torta para a grade do meio do forno. Asse por mais ou menos uns 40-50 minutos, ou até que a massa esteja dourada e o recheio cozido. 
  6. Retire do forno e deixe descansar por pelo menos 3-4 horas antes de servir.
Bon appétit!



terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Macarons de pistache



Quando desembarcamos em terras canadenses há pouco mais de 3 anos (pois é, o tempo passou muito rápido!), comecei à escrever um blog sobre a minha vida por aqui. Era um espaço onde queria registrar minhas experiências e impressões sobre a vida de um expatriado, queria algo que, alguns anos depois, eu pudesse voltar e ler e quem sabe reviver, mesmo que mentalmente, as mesmas sensações que vivi ao longo desse interessante processo que é construir uma vida fora da sua zona de conforto. 
Pois bem, infelizmente, não continuei a escrever...não posso dizer que foi falta de tempo, pois tempo a gente arruma, mas também não sei explicar a razão pela qual não continuei à escrever...o fato é que hoje resolvi voltar e reler alguns textos e deu uma sensação tão boa, sabe? Um calorzinho no coração em ver que eu ainda continuo me encantando com as mesmas coisas, mesmo depois de já ter me acostumado com algumas delas, eu ainda experimento as mesmas sensações ao andar pela cidade, ao descobrir um novo parque, ao conversar com as pessoas...continuo valorizando a liberdade que aqui encontrei, o privilégio de poder ir em vir sem me preocupar com horário, a arquitetura da cidade, a riqueza de um novo idioma...enfim, foi tão gostoso "reviver" esses momentos, é como se fosse mais uma reafirmação, uma validação que fizemos certo ao escolher nosso novo lar. 
Ao mesmo tempo que percebi como continuo tendo o mesmo encantamento pelo lugar, também percebi o quanto mudei. Não me entendam mal, continuo sendo a mesma pessoa maluquinha que passa o sábado à noite vendo o mesmo filme pela quinta vez ao invés de ver um novo, mas o que notei é que estou mais paciente, valorizo muito mais as experiências que estou vivendo, meus objetivos mudaram um pouco, minha visão de mundo também. 

Quero continuar escrevendo, mas decidi que não vou fazer promessas, decidi que vou visitar aquele espaço de tempos em tempos, quero ter a liberdade de escrever quando tiver vontade, não quero mais uma obrigação. Quem sabe da próxima vinda aqui eu já trago alguma novidade daquele cantinho, um pouco mais das minhas impressões da vida aqui...por enquanto eu deixo aqui essa receita que me deixou tão feliz quanto reler meus posts, é meu biscoitinho favorito recheado com um dos meus sabores favoritos, mas dessa vez com toque especial, uma ganache montée, que além de deixar uma textura fantástica, trouxe mais leveza ao já elegante macaron. Imperdível!

Então é isso meus queridos, espero que vocês estejam bem!

Beijos,
Stef




Tempo de preparo dos macarons: 15 Minutos
Tempo de secagem: 1 hora
Tempo de forno: 15 minutos
Tempo de preparo do recheio: 20 minutos
Rendimento: 50 macarons de 3cm de diâmetro (já recheados)

Ingredientes para os macarons

110g de claras de ovo em temperatura ambiente
40g de açúcar refinado
225g de açúcar de confeiteiro
125g de farinha de amêndoas bem fina
Corante em verde e ivoire

Ingredientes para a ganache montée de pistache

110g de chocolate branco picado de boa qualidade (eu usei valrhona)
250g de creme de leite fresco, 35% de matéria gordurosa
20g de pasta de pistache

Modo de preparo

1. Bata a farinha de amêndoas com o açúcar de confeiteiro no processador. Bata usando a tecla pulsar, de 3 a 4 vezes, não deixando bater mais que 30 segundo em cada vez. Passe por uma peneira e reserve. 

2. Bata as claras em neve na batedeira, quando estiverem com volume e já brancas, adicione o açúcar refinado em chuva. Acrescente o corante em gel e deixe bater por mais alguns instantes até que fique firme, porém flexível. 

3. Para a macaronage, primeiro coloque 1/3 do merengue e misture até que fique uniforme. Acrescente o restante do merengue e envolva rapidamente com uma espátula de silicone. Tente fazer a menor quantidade de movimentos possíveis. Lembre-se de como você incorpora claras a massa de bolos, delicadamente e com movimentos envolventes...mas aqui tem que ser mais rápido e preciso, não podemos misturar demais, ok? 
O ponto da massa é uniforme, porém com textura...se ficar muito líquido, provavelmente você misturou demais e a massa perdeu sua estrutura. Transfira para o saco de confeiteiro e molde os círculos do tamanho desejado sobre o silpat ou o papel manteiga (eles devem estar apoiados em uma forma). 

4. Bata com a forma na bancada por 3 a 4 vezes até que todo o ar, que eventualmente possa estar dentro dos macarons saia. Coloque a forma sobre outra forma de abas baixas. Deixe descansar em temperatura ambiente por 60 minutos ou até que ao tocar o macaron, o mesmo não grude na ponta dos dedos. Deve ser formada uma casquinha.. Não deixe perto do fogão ou lugar úmido. Dê preferências para lugares frescos e secos. 

5. Enquanto o macaron seca, pré aqueça o forno a 150 graus. Depois do período de descanso, leve ao forno pré aquecido por 15 a 16 minutos. Para saber se está bom, dê leves toques na superfície, ela deve estar seca e com som levemente oco. Retire do forno e retire o silpat ou papel manteiga imediatamente da forma e transfira para uma superfície fria ou gelada (pode ser a bancada da cozinha). Se a bancada não estiver muito fria, borrife água fria e assim a temperatura irá baixar e ao causar o choque térmico o macaron irá desgrudar facilmente. Nunca tente desenformar antes que eles estejam completamente frios, ok? 
Se mesmo assim eles ficarem mais "resistentes"para sair da forma, leve rapidamente ao freezer e depois desenforme. 

6. Depois de desenformado, guarde em recipiente hermeticamente fechado e leve a geladeira. 

7. Prepare o recheio. Leve ao fogo 90ml do creme de leite. Quando levantar fervura, acrescente, em 3 adições ao chocolate branco e misture até que o chocolate derreta completamente. Adicione a pasta de pistache e misture até ficar homogêneo. Adicione o restante do creme de leite e, com a ajuda d num mixer, misture bem a ganache. Cubra com um filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 4 horas, o ideal é uma noite inteira. Após o período de descanso, bata na batedeira até atingir o ponto de chantilly firme. Transfira para um saco de confeiteiro e recheie os macarons.

Obs.: Os macarons podem ser congelados por até 2 meses, sem recheio.

Ficou com dúvida sobre o passo a passo? Dá uma olhadinha nesse post que eu explico direitinho como fazer macarons. :)


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Bolo duplo de coco



It is the  most wonderful time of the year! É inverno meus amigos! É tempo de ver a cidade branquinha, de assar bolo para aquecer a cozinha e os corações, tempo de ver a neve caindo pela janela acompanhada de uma xícara de chá, ou uma xícara de cidra quente, é tempo de fazer aqueles pratos que demoram horas para cozinhar, é tempo de ficar em casa e curtir o friozinho! Eu adoro!

O frio tende a mexer muito com meu humor e meus hábitos. Durante essa estação eu quero ficar mais em casa, ou seja, acabo cozinhando mais. Ao invés de encontrar amigos em algum terraço pela cidade, acabamos nos encontrando mais em casa para um jantarzinho caseiro acompanhado de um bom vinho e boa conversa. O clima mais frio também é uma desculpa para ligar o forno e testar alguma receitinha nova de bolo, principalmente durante os fins de semana, quando gosto de ter um bolinho sobre o balcão, daqueles bem macios que casa vez que você passa pela cozinha, acaba pegando um pedacinho, sabe? É como um ritual por aqui :). 
Em um desses fins de semana, acabei passando pela Home Sense (um dos meus outros programas favoritos) e encontrei essa forma em forma de floco de neve. Não pensei duas vezes e a trouxe para casa! Além de estar super barata, achei que seria perfeita para celebrar o inicio dessa estação que eu tanto gosto! Estava tão animada pelo meu bolinho, que no meio do caminho já tinha decidido até a receita que iria fazer. Seria de coco, daqueles bem aromáticos e com textura de floco de neve, bem fofinho! 

A idéia foi perfeita, assim como o resultado do bolo, que além de lindo, ficou com um sabor incrível de coco e com uma textura perfeita! E com aquele aroma delicioso de bolo pela casa, comi uma fatia dele logo quentinho, sentei perto da janela mas não tinha neve caindo, no entanto o conforto que esse bolo trouxe foi a única coisa que eu precisava durante aquela fria, mas aconchegante noite de sábado...

Beijos para vocês e feliz 2017!



Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de forno: 50 à 60 minutos
Rendimento: 10 à 12 porções (ou uma forma grande com capacidade para 12 xícaras de massa), eu fiz meia receita 

Ingredientes

1 xícara de manteiga, em temperatura ambiente
2 xícaras de açúcar granulado
3 e 1/4 xícaras de farinha de trigo
1/3 xícara de amido de milho
1 colher (chá) fermento em pó
1 colher (chá) sal
1 colher (sopa) extrato de baunilha
6 ovos grandes, em temperatura ambiente
385ml de leite de coco
2 xícaras de coco ralado sem açúcar

Calda de coco

1/2 xícara de leite de coco
1/2 xícara açúcar de confeiteiro

Modo de preparo

  1. Pré aqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma grande (Vocês podem usar essas formas tipo bundt ou uma retangular). Reserve;
  2. Na batedeira, com o acessório tipo raquete, bata a manteiga com o açúcar até conseguir um creme fofo e claro, aproximadamente 3-5 minutos;
  3. Em um bowl, peneire a farinha, o amido, o fermento e o sal. Reserve;
  4. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente os ovos, um a um, apenas acrescentando o outro quando o anterior estiver completamente incorporado. Adicione a baunilha e misture até incorporar. Se necessário, desligue a batedeira para raspar as laterais e incorporar bem todos os ingredientes;
  5. Acrescente os ingredientes, que foram previamente peneirados, em três adições, intercalando com o leite de coco. Acrescente o coco ralado e bata apenas para incorporar;
  6. Transfira a massa para a forma preparada e leve ao forno pré-aquecido. Asse até que ao inserir um palito no centro do bolo, o mesmo saia seco, aproximadamente 50-60 minutos. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade por mais ou menos 10-15 minutos e desenforme;
  7. Para a calda, misture todos os ingredientes e distribua sobre o bolo ainda morno.
Sirva acompanhado de uma boa xícara de chá ou café.

Bon appetit!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...